Resenha de Tons de Carmim

domingo, 5 de maio de 2013
Texto original: Tons de Carmin
Autora: Aphrodite Laclair

Classificação: +18 (nem é tudo isso, mas o nyah me força a colocar +18 quando contém ~~temas pesados~~)
Gêneros: Angst, Darkfic, Drama, Shoujo-ai, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação
Estilo: One-Shot
Status: Completa, baby. Parte 1/1 postada.


Minha Resenha: Sutileza Agridoce
(recomendável ler o texto original primeiro)

Sutileza.

Uma dor que não machuca. Uma melancolia que não entristece. Um vermelho que ao mesmo tempo é amor e inferno. Um branco que ao mesmo tempo é pureza e morte. O contraste é equilibrado de forma que o leitor sobe ao paraíso e desce ao inferno, e o que sente é constante. É agridoce. Você tem dedos de artesã, sua mão me conduziu e nem percebi.

Sua sutileza é tamanha que
não sei ainda dizer se as personagens sofreram ou não. Acho que elas tinham o mesmo sentimento que eu em relação a suas vidas. Agridoce. E é isso. Acabou.

== confusão em um texto assim é legal. confusão mental, confusão textual. experiências literárias, assim como na vida, devem ser feitas com desapego.
== senti você ainda apegada a certa forma. não sei. acho que devia se soltar ainda mais, confundir ainda mais, mergulhar mais fundo. sem medo de se perder.
== é o mínimo de justiça, depois de fazer o que fez com suas meninas. experimente mais, ouse mais. se você vai saltar de um precipício, salte de cabeça.
== como a Ladynha diz, literatura é efeito, e vc tem capacidade de ampliar ainda mais esse efeito, então na próxima se perca de vez. quero me perder com você.
== "empurrei meus lábios contra os delas e arranhei sua alma te implorando por clemência." - te implorando? Ou lhe implorando?
== os diálogos ainda podem melhorar. enlouqueça-os. não os achei tão condizentes. muito bonitinhos para serem ditos no inferno.

Sua sutileza também se reflete nos porquês. Ou na falta deles. E no fato disso não importar. Eu sempre pego no pé dos autores devido ao que chamo de síndrome do "tá e daí?" É quando leio o texto e ele não significa nada, não acontece nada de mais. A ideia de Tons de Carmim periga e derrapa na beira desse abismo, mas só por ousadia e capricho, zombando do meu olhar crítico. Esse foi o "tá e daí?" mais inquietante. E daí, muita coisa.

Uma das coisas que mais nos atormenta é a impotência diante um curso irreversível. O que se pode fazer quando até mesmo aqueles que deveriam nos dar a solução sabem tanto quanto qualquer um que lançar um olhar rápido? O que se pode fazer quando não se sabe o que fazer?

Só se pode amar. Só se pode ser o que é. E fazer algo valer a pena. "Na sua doçura característica."

Saber que seu cenário é tão real me corta. Saber que há um pouco de Milena e um pouco de Beatrice em todos nós (não é)? E ainda assim não posso fazer nada. Nada além de amar e ser o que sou. E fazer algo valer a pena. Terei a doçura suficiente para conseguir o tom agridoce? O tom certo de carmim?

Eu te odiei por me mostrar isso.

Mas tenho fé. Temos sorte. Tenho você, tenho a mim, tenho este momento raro em que te leio e nossas almas se rasgam.

E eu te amei por me mostrar isso.

---------------

Eu decidi começar a postar minhas resenhas de fics postadas no Nyah aqui no blog. Não foi fácil decidir isso porque minhas resenhas costumam ser bem pessoais, e dirigidas aos autores e alguns amigos e conhecidos. No caso dessas que vou postar primeiro, foram feitas para um projeto da Liga dos Betas do Nyah, no qual os betas fazem resenhas de textos uns dos outros.

Como podem ver, resenha é bem diferente de betagem. Aqui eu tento não só ajudar o autor em algo, mas mostro a ele os efeitos que o texto me causou, meu envolvimento com a história, os personagens, com a ideia, enfim, como eu interpreto e minhas reflexões posteriores sobre o que li.

Gosto de resenhar logo após a leitura para aproveitar o "frescor" dos efeitos causados em mim. Isso às vezes atrapalha, pois preciso de um certo tempo para digerir, refletir, e às vezes tempo não sobra. Mas eu me esforço.

Também postarei resenhas de textos que não me agradaram muito. E o normal será resenhar oneshots.

É isso, espero que gostem e aproveitem essa nova categoria de posts no blog e curtam os textos resenhados, também.

4 comentários:

  1. Essa fanfic me iludiu, sinto falta desses gêneros de fanfic. :)
    Vou colocar está fanfic no meu perfil para que as pessoas conheção maais sobre essa fanfic... As pessoas amam essas fanfic, principalmente Yuri.
    Tank's. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou tentar indicar mais vezes boas fics :)

      Excluir
  2. Uaau! *Aplaudindo de pé* Sem mais.

    ResponderExcluir